terça-feira, 6 de julho de 2010

Inquérito





Não deixa de ser curiosa a percepção que os portugueses têm acerca da defesa dos interesses nacionais. Neste caso coincidentes com os do governo.

Até agora só os bloquistas e comunistas manifestaram a sua posição de concordância. O que me leva a reiterar o raciocínio desenvolvido no post anterior, acerca dos fundamentos político conómicos das forças de direita!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Nem bom vento...

Vêm da mais velha aliança portuguesa os mais preocupantes sinais que o futuro próximo nos pode reservar. Aventa-se a possibilidade de no Reino Unido o Governo vir a eliminar 600 mil postos de trabalho!

Assim, sem menos: O governo britânico de David Cameron quer eliminar até 600 mil postos de trabalho no sector público nos próximos cinco anos. O actual executivo encontra-se, ainda, a preparar um pacote legislativo de emergência para reduzir os custos das indemnizações a pagar, no sentido de diminuir os actuais seis anos e meio para dois no que às indemnizações por rescisão de contrato laboral concerne. Segundo o The Times, o governo britânico tem mantido, ainda, conversações secretas para restringir a legislação sobre as greves.

Tenho algum receio que em Portugal, com uma inflexão à direita, francamente previsível, acabe por ser o "mexilhão" a pagar, uma vez mais, esta factura. Não tenhamos ilusões, a matriz de intervenção dos "liberais" é esta, embora, por aqui, os seus legítimos representantes ainda o não tenham assumido.

Hot, hot!!!



O Verão acabou, finalmente, por chegar. Chegou em força, devemos reconhecer... Com tanto calor, penso que não vale a pena discorrer sobre as razões que determinaram este despertar tardio... apenas desfrutá-lo e, já agora, alertar para os perigos dos excessos!

Vinte e quatro concelhos dos distritos de Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro estão sob o aviso de risco máximo de incêndio do Instituto de Meteorologia.

No distrito da Guarda apenas os concelhos de Gouveia, Manteigas, Almeida e Sabugal se encontram em risco máximo . Por isso, todo o cuidado é pouco...

domingo, 4 de julho de 2010

Golden Share



O primeiro-ministro, José Sócrates, afirma em entrevista ao jornal espanhol «El País», que o uso da golden share para travar a compra da Vivo por parte da Telefónica foi legal.

Confesso que este tem sido um caso que me tem merecido a maior das atenções, por duas razões fundamentais: a primeira prende-se com a lógica de funcionamento de mercado livre, selvagem e concorrencial, tal como os fundamentalistas do capital advogam; a segunda com a existência de um mecanismo excepcional, ilegal segundo a União Europeia, materializado na Golden Share que o estado português detêm associada ao seu capital.

Por muitas considerações que possamos desenvolver em torno deste assunto, designadamente em matéria de princípios de funcionamento de mercados, não deixa de ser interessante a posição que o nosso Presidente da República assumiu nesta questão. Mal andam os accionistas nacionais que só vêm a cor do dinheiro à sua frente!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Restart


Num momento em que a sobrecarga de trabalho é significativamente menor, permiti-me revisitar este espaço que com tanto carinho alimentei durante meses a fio. Não consegui manter-me indiferente a tudo aquilo que aqui fui colocando, aliás, foi até gratificante verificar a clarividência de algumas das posições assumidas, assim como pude reflectir sobre a extensão de alguns dos meus erros. O tempo, inexoravelmente, continua a ser o melhor dos conselheiros. Como diria Saramago, faz encaixar todas as peças!
Num acto que espero não se venha a revelar irreflectido, decidi lavar a cara ao "Rascunhos" e dar-lhe um novo alento. Não sei que caminhos se lhe encontram reservados, apenas tenho a certeza que não meandrizará pela política caseira, uma vez que para cantar esse fado Gouveia conta com artistas de renome. Por ora, apenas decidi carregar no "restart"...

domingo, 11 de outubro de 2009

Parabéns aos vencedores


Tendo recebido, de fonte fidedigna, a informação da vitória do PSD nestas eleições autárquicas, resta-me, na qualidade de administrador deste blogue, dar os parabéns aos vencedores. Que sejam capazes, a partir de agora, de pugnar pelos superiores interesses de Gouveia, assumindo a condução do destino de todos nós.
Análise mais pormenorizada será desenvolvida noutra altura, logo que me encontre na posse de todos os resultados.

sábado, 10 de outubro de 2009

A importância dos três R’s

Quando me propus criar este blogue idealizei-o como um espaço de reflexão, no qual todos pudessem opinar, independentemente da sua ideologia política. Fi-lo a bem do interesse de Gouveia consciente de que, de forma velada ou descomprometida, haveria de haver quem se dispusesse a perder dois minutos do seu precioso tempo a ler o que por aqui se vai escrevendo. Todavia, e apesar de Rascunhos se começar por escrever com a letra r, não é por aqui que ela ganha a ênfase pretendida (a letra).

O Respeito pela opinião dos outros, sobretudo quando exercida de forma idónea, tem sido a marca constante do Rascunhos. Agradeço, de forma sentida, o modo como têm sabido preservar a integridade deste espaço, considerando as opiniões divergentes. Só assim se entende a pouca necessidade que tenho sentido em exercer a moderação dos comentários.

Responsabilidade no equilíbrio das posições assumidas por este vosso escriba tem sido, convenhamos, outro atributo do Rascunhos. Jamais se atacou alguém de forma gratuita ou infundada, merecendo todos os post’s, sobretudo os alusivos às autárquicas, a ponderação necessária. Este exercício deve ser merecedor de particular reconhecimento, por me encontrar consciente da dificuldade que senti em equilibrar a objectividade das apreciações, face à militância partidária que não declino.

Reflexão é o período em que nos encontramos hoje. Apenas interrompo o silêncio a que me votei para recordar a importância do acto eleitoral que amanhã será levado a efeito. Votar é um direito e, sobretudo, um dever cívico. Seremos todos responsabilizados, face às gerações vindouras, pela construção do futuro que amanhã haverá de começar. Será o primeiro dia do resto das nossas vidas!

Cá estarei para a análise dos resultados, depois de felicitar os vencedores e saudar os derrotados.